Amigos seguidores..

segunda-feira, novembro 01, 2010

0

Instinto animal? Acho que é puro amor verdadeiro..


Os humanos não entendem nada sobre os animais. 
Não importa o quanto cientistas estudem, o quanto eles afirmem a veracidade de suas pesquisas, eles não sabem nada. Como podem afirmar, através de experiências cerebrais que os animais nao pensam e apenas reagem por instinto? 

Como você pode chamar o amor e carinho de instinto? Como eles podem nos fazer sentir especiais,únicos e amados, não importando-se se somos burros ou inteligentes, bonitos ou feios, que usamos roupas de grife ou que nao usamos? Isso é instinto? Quando você estiver mal, eles ficarão o tempo que for necessário ao seu lado por instinto? Eles voltarem a abanar o rabo pra você, vindo ao seu colo, não se importando que uma hora atrás você o empurrou pois estava com raiva? Eu chamo isso de pensar, mas não apenas de pensar, de amar.

Isso mostra como somos tolos. Há tantos cães para adoção, há tantos amigos lá fora passando frio, fome e apanhando que só querem alguem para chamar de dono. Alguém para amar, alguém para latir e pular quando retornar da cansativa diária de trabalho. Por quê insistimos tanto em querer raças puras e pedigree? Eles vem com atestado de amizade? Um amigo é um amigo nao importa a aparência, o tamanho ou a idade, principalmente esse tipo especial de amigo que te ama durante toda sua curta vida de mais ou menos quinze anos, dando lhe seu coração e se dedicando a você muito mais do que você se dedica a ele. 
Pessoas reclamam que eles dao trabalho, mas na verdade elas deveriam falar que eles dão amor. Eles nos dão amor, carinho e alguns de nós ainda tem a coragem de torturá-los e machucá-los, ainda os mesmos cientistas que os usam em experiências cruéis envolvendo produtos de estética e vacinas, tem a coragem de afirmar que somos superior a eles, pois temos o dom da razão. Preferia que o mundo fosse cheio de gente sem o "dom" da razão, pois assim seríamos como os cães. Aceitando qualquer pessoa como ela é, não importando-se com cor, credo ou classe social, considerando mais importante o ser do que o ter, sem ganância, sem luxúria. Se fossemos assim, veríamos o Estados Unidos doando toda sua renda para a África e palestinos e israelenses se abraçando em Jerusalém. Não teríamos aquela briguinha com nossos vizinhos nem odiaríamos nossos chefes.
Tomara que um dia consigamos ser tão bons para os animais o quanto eles são para nós, não apenas como mascotes, mas como parte da família, dedicados a nós não se importando com o que temos, mas com quem somos, nos amando 24horas por dia.
Tenho quinze anos e sempre fui fascinado pela raça Bulldog Francês, meu sonho era ter um, mas após ver o filme "Marley & Eu" e o filme "Sempre a seu lado" percebi que não é a raça que importa e sim o amor e a personalidade única de cada bichinho. Hoje, vou adotar um cão que foi tirado da estrada, não sei sua cor, sua idade, nem seu tamanho, a única coisa que eu sei é que toda vez que ele precisar de mim eu estarei lá e que tentarei ao máximo me dedicar a ele e ao tempo que passemos juntos, pois tenho certeza que ele fará o mesmo e muito mais por mim. 
Nesse momento, no mínimo 10 cães estão sendo torturados com barbárie pelo mundo, como por exemplo com enforcamentos, queimaduras, pedradas e pancadas. Tudo que eles querem é um abraço. 
Tudo o que eles querem é amar você. Adotando, você salva uma vida de torturas e de sofrimento. Um cão faz a diferença SIM. Adote.

Nenhum comentário: