Amigos seguidores..

quarta-feira, fevereiro 16, 2011

0

A linguagem dos cães.....

  • Embora os cães emitam sons, eles não conseguem falar como nós. Desse modo, a linguagem corporal é um meio de comunicação vital para eles. Eles utilizam todas as partes do corpo para se comunicar. Para compreender melhor o seu cão é importante ficar atento a sua linguagem corporal.

Curiosidades: Linguagem Corporal
Indicadores de humor


  • Alerta: orelhas aguçadas, em posição vertical.
  • Prestes a atacar: orelhas para trás, dentes à mostra, em posição agressiva com os pelos eriçados.
  • Confiante: cauda para cima, em posição vertical.
  • Assustado: cauda entre patas, com as costas bem baixas e mostrando o branco  dos olhos.
  • Feliz: orelhas para trás, olhos entreabertos, com a cauda abanando.
  • Submisso: orelhas para trás, virando-se para cima, com a barriga à mostra.
Hora de brincar
Acredito que a maioria das pessoas, já conhece a postura que o cão adota convidando para brincar: ele fica com as patas da frente abaixadas, o traseiro empinado, as orelhas para cima e a boca aberta, cheio de expectativa! Aproveite e volte a ser criança e brinque muito com o seu aumigo. :)
Excitação
Quem tem cachorro em casa conhece os sinais, basta pegar a coleira ou um brinquedo favorito do seu cão. Pulam, dão voltas no ar e balançam a cauda vertiginosamente. Suas orelhas podem estar para frente e seus olhos brilharem. Podem pular sobre o guardião com as patas dianteiras e deixar as orelhas para trás em sinal de submissão ao líder.
Contato através dos olhos
O contato através dos olhos é importante para os cães.
Um cão dominante pode olhar com raiva para um cão menor ou ainda dar um olhar de reprovação.
O modo como você olha para os cães também é importante. Eles aprenderão a interpretar os olhares que você dá a eles.
Sinais de agressividade
Um cão agressivo irá demonstrar uma linguagem corporal específica. Ele pode ficar em posição vertical, firme, com os pelos eriçados em volta do pescoço e ao longo das costas, com os dentes à mostra e a cauda ereta. Mas lembre-se qde que a observação desses sinais pode ser difícil (ou completamente diferente) em raças distintas.
Tristeza
Ele adotará a postura de submissão com mais ênfase. Parecerá abatido, com a cabeça pendendo para baixo e o rabo parado. É difícil ver um cachorro triste a menos que esteja totalmente abandonado. Basta um pouco de atenção e exercício para que se mostrem relaxados e contentes. E quanto aos abandonados, basta carinho, proteção e cuidados, assim logo o cão terá uma vida mais feliz e saudável!
Curiosidades
Curiosidades: Linguagem Corporal
Interesse
Um cachorro responde com interesse quando todas as partes de seu corpo se levantam e se inclinam para frente. Podem deitar a cabeça lateralmente, deixando as orelhas voltadas para frente. Abrem a boca ligeiramente e seus olhos brilham. Podem levantar a pata dianteira, como prontos para entrar em ação.
Ansiedade
Cachorros ansiosos baixam a cabeça e podem bocejar para liberar a ansiedade. Apresentará as pupilas dilatadas, mas tentará evitar olhar o que o estressa. O corpo se mostrará agachado com o rabo escondido. Pode deitar sobre as costas, mostrando a barriga e inclusive derramar algumas gotas de urina.
Liberando a ansiedade
Existe um fato curioso e que eu já notei a minha labradora fazendo com frequência.
Quando o cão começa a bocejar, rompe contato visual, se sacode ou começa a se coçar mesmo não tendo UMA pulga, quer dizer que ele quer parar com a brincadeira ou "simplesmente mudar de assunto". É bem comum observar esse tipo de comportamento em aulas de adestramento. Se o cão fica cansado, ele pode começar a se coçar "do nada". È o jeito dele dizer: "Estou cansado! Vamos parar por hoje!"
Outro comportamento bem interessante (e acontece com as minhas poodles): quando o cão leva uma bronca ou o mandam ficar quieto, ele pode começar a bocejar repetidamente. Isso significa que o cão está tentando liberar a ansiedade e se controlar. Nesse momento, dê um tempo e logo ele vai se acalmar.
Fontes: Livro: "Como fazer o seu cão feliz" - Liz Dalby (Editora Ciranda Cultural) e "APCCA"

Nenhum comentário: